segunda-feira, 19 de fevereiro de 2018

Como eu me vejo daqui a 10 anos

Linda, gostosona e milionária ahaha. Provavelmente não irá acontecer mas who cares? É um bocadinho estranho imaginar-me daqui a 10 anos, exactamente porque daqui a 10 anos estarei quase a fazer 40. Estranho. No entanto sou capaz de conseguir ter uma vaga ideia do que gostaria de ter daqui a 10 anos.
Gostava de ser mesmo muito feliz, muito saudável e de já ser mãe. Espero contar com a minha mãe e com a minha irmã nessa altura, que elas continuem tão perto de mim como hoje. Acho que serei uma pessoa mais serena, mais calma e talvez menos sonhadora. Provavelmente terei ainda menos amigos e cada vez mais colegas. Deve ser essa a lei da vida, sei lá. Também gostava muito de ter muita saúde e de não passar muito tempo em médicos e afins.
Provavelmente a vida será mais dura nessa altura, já deverei ter passado mais umas quantas batalhas, por consequência também devo estar mais forte.
Sinceramente espero encontrar-me em paz, realizada e com as mesmas pessoas à minha volta. É isto.

quinta-feira, 15 de fevereiro de 2018

Sobre o dia dos namorados...

Ele foi ver o jogo...eu fui treinar. Nota-se bem que ligámos muito a este dia? Confesso que só liguei a este dia enquanto fui solteira em que o dia dos namorados era dia para ir sair, juntar as amigas e atacar shots de tequila. Agora? O meu estômago já não aguenta. É a vida!

quarta-feira, 14 de fevereiro de 2018

Avenida Q

Depois de tanto ouvir falar, também eu me rendi e fui ver a peça. Marcámos para sábado, estava especialmente frio e não dava grande vontade de sair de casa. Ainda assim contrariei! Fomos jantar e depois seguimos para o Sá da Bandeira. O teatro estava cheio, à pinha, lotado. "Isto promete"pensei com os meus botões. E os meus botões não se enganaram. Avenida Q surpreendeu pela positiva, já ia com as expectativas altas, mas eles conseguiram ser ainda melhores. Não vos vou estar a contar pormenores, nem a história da peça em si. Vão ver é o melhor que vos posso dizer. Vale mesmo muito a pena!

segunda-feira, 12 de fevereiro de 2018

Os meus 30 favoritos...

Os 30 momentos que me lembro e que ainda hoje me fazem muito feliz:

1- O dia em que a minha irmã nasceu, que curiosamente foi o dia em que fiquei pela primeira vez sem a minha mãe.
2- O meu último dia na faculdade. Por um lado a vontade de vir embora, por outro a noção de que iria sentir muitas saudades da cidade neve. Foi em 2009, nunca mais lá voltei.
3 - O meu primeiro dia na faculdade. Lembro-me como se fosse hoje, queria muito aquilo, mas aquele primeiro dia custou-me horrores.
4 - A minha primeira bicicleta
5 - Quando os meus pais me levaram ao Brasil. Nunca me tinha sentido tão em "casa"
6 - O nascimento da M. Porque foi um momento mesmo bonito, importante. E porque era a primeira filha de uma amiga minha.
7 - Quando comecei a estagiar no jornal. Naquela altura ainda eram tudo sonhos, era aquilo que queria fazer, sentia-me realizada de todas as vezes que saía algo meu.
8 - Erasmus em Madrid. Misto de emoções. Por um lado a maior batalha de sempre, detestei a faculdade, o ambiente, os colegas espanhóis. Por outro lado os meus italianos, são ainda hoje as minhas pessoas, guardo-os para sempre no meu coração
9 - A viagem a Loret. Já não me lembro quantos dias aquilo durou, mas foi muito bom. Era tão miúda...
10 - A minha infância com as minhas 2 primas. Fui tão feliz com elas. Não tínhamos nada e tínhamos tudo. Foram sem dúvida as pessoas com quem mais corri e mais brinquei na minha infância
11- A minha casa enquanto adulta.  Foi a casa de receber os amigos. A casa de menina. A casa que depois passou a ser dos 2.
12 - A viagem a Barcelona. Viagem de 2 melhores amigas. O que acontece em Barcelona, fica em Barcelona. Histórias para o resto da vida
13 - As minhas paixões. Porque foram partes da minha vida
14 - Os escapes com as minhas amigas, o Gerês, Alcobaça, S.Pedro Moel, Vizela, Santiago de Compostela...
15 - O concerto de HIM. Era uma miúda, adorava as músicas. Era uma miúda estranha :)
16 - O dia em que entrevistei o Pedro Passos Coelho (aí tinha toda a certeza do mundo que continuaria a lutar para ser jornalista)
17 - A mudança para o Porto. Estava longe de imaginar que teria tão bons amigos por lá.
18 - A viagem a Londres
19 - A viagem a Marrocos (Tão, mas tão bom, quero voltar)
20 - O primeiro festival Paredes de Coura que fui. Choveu o festival todo. Foi o ano de Scissor Sisters.
21 - A separação dos meus pais. Lembro-me como se fosse hoje a discussão e de todos os dias que vieram depois. Foi difícil.
22 - O dia em que tirei 15 a Economia. Eu sempre fui a miúda das humanidades, nunca fui boa a nada que estivesse relacionado com números e depois pumbas um 15 a Economia. E não, não copiei, daí ser uma vitória.
23 - As férias no sul de Espanha de caravana. Aquela experiência que fica para sempre.
24 - O festivel SBSR em 2014. 3 amigos, 1 festival, praia e boa música.
25 - O dia em que fizeram uma surpresa e no meio de um jantar deram-me um cd do Miguel, que era só o meu música favorito da altura (ainda é, confesso, mas agora o meu coração também tem um lugar para Kendrick Lamar)
26 - O concerto do Kendrick Lamar. Já tive oportunidade de ir a vários concertos, mas este foi sem dúvida o melhor até hoje
27 - O primeiro ano que me vesti de pai natal para a minha irmã (sim, eu era uma irmã fixe, ainda sou ahaha)
28 - As batalhas de dança em Barcelona
29 - Quando ganhei o primeiro torneio de basquetebol na escola. Era o meu desporto preferido. Ainda é.
30 - O dia em que um dos meus textos foi publicado e partilhado e elogiado por todas as minhas amigas


segunda-feira, 5 de fevereiro de 2018

A saga dos 30...

Daqui a um mês entro nos magníficos 30. Sim, apesar de não saber exactamente como o tempo passou assim tão depressa, gosto de olhar para os 30 como os grandes, 30 anos de existência da minha pessoa. E isso apesar de significar também velhice, significa também uma grande vitória e por isso deve ser motivo de festarola.
Não quero passar esta data ao lado, por isso este mês o blogue também vai viver a minha entrada nos 30. O objectivo disto? Daqui a 30 anos vir até aqui e ler sobre o que me passava pela cabeça.
Para começar (e não muito original) conto-vos 30 coisas sobre mim, boas e más, se fosse tudo bom não tinha piada.

1 - Tenho medo de pombas
2 - Sou viciada em doces
3 - Não gosto de fazer desporto, mas faço
4 - Sou viciada em limpezas
5 - Adoro a Bridget Jones
6 - Enjoei de gin
7 - Não há nada como o meu R&B
8 - Sou mega fã da Beyoncé
9 - Gostava de ter sido bailarina
10 - Sou envergonhada, mas as pessoas confundem isso com antipatia
11 - Não gosto de andar de avião
12 - Não gosto de sítios fechados com muita gente
13 - Gosto de praia e de piscina
14 - Gosto do Verão
15 - Gosto de viajar
16 - Sou poupada
17 - Adoro festivais de verão (mas já não gosto muito de acampar)
18 - Não gosto de cozinhar
19 - Não gosto de arroz de cabidela, nem de cozido, nem de figado
20- Já fiz coisas de que me arrependo
21- Tenho mau feitio
22- Sou indecisa por natureza e não sou de arriscar muito
23- Gosto de escrever
24 - Adoro fazer maratonas a ver séries
25 - Valorizo muito a minha família
26 - Sou boa a fazer surpresas
27 - Ás vezes sou preguiçosa
28 - Trabalho sob pressão, mas não gosto. Lido mal com o stress
29 - Não gosto de imprevistos e de mudanças à última da hora
30 - Adoro jantar fora e pequeno-almoço de hotel (quem não?)

quinta-feira, 1 de fevereiro de 2018

Fevereiro

Então não é que o Janeiro já se foi? É um mês longo, e é também um mês cheio de trabalho. Fevereiro vai pelo mesmo caminho, trabalho e mais trabalho, mas espero que seja bom. É também a contagem decrescente para a entrada nos 30, por isso preparem-se que vem por aí uma avalanche de post sobre esse acontecimento único. Se às vezes vos chatear muito com o tema dêem-me um desconto, prometo que para o final de Março já devo estar mais ou menos normal.